OLHEIRAS: Causas e tratamentos | Manipura Farmácia de Manipulação

OLHEIRAS: Causas e tratamentos | Manipura Farmácia de Manipulação

A região dos olhos é considerada de grande importância para a expressão humana e por isso o aparecimento de olheiras ou manchas escuras nessa área pode causar incômodo ao paciente, pois prejudica a aparência do rosto, deixando a fisionomia com aspecto envelhecido e cansado.
Por esse motivo, muitas pessoas de todas as idades procuram ajuda profissional para o tratamento das olheiras.
 

CAUSAS DAS OLHEIRAS

São diversas as causas do aparecimento da hipercromia periorbital. Dentre elas, destacam-se:

  • Genética
  • Excesso de exposição solar
  • Tabagismo
  • Etilismo
  • Privação do sono
  • Estresse
  • Envelhecimento
  • Excesso de vascularização subcutânea
  • Hipertransparência da pele

 
 

TIPOS DE OLHEIRAS

São dois os principais tipos de olheiras de acordo com a origem, podendo ser melânica ou vascular. Entretanto, é comum ocorrer a incidência das duas no mesmo indivíduo, com acúmulo de melanina e deficiência vascular em maior ou menor grau, dependendo do caso.
 

OLHEIRAS DE ORIGEM VASCULAR

A hipercromia periorbital predominantemente vascular tem origem genética e se apresenta normalmente na infância ou adolescência. Nesses casos, o escurecimento da região fica evidente devido à pele ser mais delgada e revelar em maior grau a atividade vascular subcutânea.
Contudo, o escurecimento pode ser agravado pela diminuição da microcirculação no local, que causa estase, diminuindo a drenagem venosa.
consequentemente, quando o fluxo sanguíneo está prejudicado, pode ocorrer o extravasamento de hemácias, com quebra da hemoglobina e formação de hemossiderina, que fica acumulada na região periorbital, causando o escurecimento.
 

OLHEIRAS DE ORIGEM MELÂNICA

Ligada ao processo de melanogênese da pele, tem componente congênito ou ambiental. Dessa forma, dentre os componentes ambientais estão o excesso de consumo de álcool e privação do sono, por exemplo, que causam aumento do fluxo sanguíneo palpebral.
Outros fatores que influenciam são o envelhecimento natural, que causa flacidez das pálpebras, bem como o excesso de exposição solar, que causa aumento da pigmentação da região periorbital.
 
 

TRATAMENTO DAS OLHEIRAS

O tratamento deve se basear nas causas relacionadas ao aparecimento das áreas escuras. É imprescindível, inicialmente, uma boa anamnese e exame do paciente para identificar os fatores predominantes e assim indicar o tratamento específico.
Nesse sentido, existem boas alternativas para o tratamento das olheiras, que vão desde a utilização de laser, carboxiterapia e preenchimento com gordura autóloga, a procedimentos estéticos como peelings químicos e utilização de cosméticos, por exemplo.
Dessa forma, a utilização de cosméticos tópicos se mostra eficiente em inúmeros casos, por existirem diversas opções e por ser bastante conveniente, o que contribui para o sucesso do tratamento.

Ativos para o tratamento das olheiras

Dentre os ativos de escolha, é possível citar:

 ÁCIDO ASCÓRBICO:

A vitamina C é um antioxidante e despigmentante com ação sobre a produção do colágeno da pele bastante utilizado em forma tópica. Nesse sentido, sua ação sobre as olheiras auxilia na despigmentação e aumenta a espessura da pele na região das pálpebras.
 

ÁCIDO TIOGLICÓLICO:

Ácido que estimula a descamação da melanina, reduz a perda de água transepidermal e estimula a reposição lipídica da pele.
 

HALOXYL:

Seu mecanismo de ação anti-inflamatório reduz a deposição dos pigmentos resultantes da quebra da hemoglobina, bem como aumenta a ação dos mecanismos de eliminação dos pigmentos na região.
 

HIDROQUINONA:

Seu mecanismo de ação consiste na inibição da produção de melanina.
 

MEYANOL:

Reduz o extravasamento de plasma e de células sanguíneas na região periorbital, por interferir no mecanismo de sinalização pré-inflamatória.
 
Dessa forma, para que o efeito dos cosméticos seja potencializado, é necessário que, ao aplicar os ativos, seja realizada uma massagem no local. A massagem irá estimular a circulação sanguínea e preparar a pele para uma maior absorção. Nesse sentido, a estimulação da região durante a aplicação garante uma maior eficácia do tratamento.
Assim sendo, uma solução que une os ativos mais eficientes para o tratamento das olheiras com uma inovação tecnológica para estimular a absorção dos ativos através de uma massagem suave, que estimula a microcirculação das áreas periorbitais é o Sérum antiolheiras com massageador eletrônico.
 
Referências Bibliográficas
OLIVEIRA, G., PAIVA, A. Causas e tratamento da hipercromia periorbital, Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, v.18 n. 3, p. 133-139, 2016. Disponível em https://revistas.pucsp.br/index.php/RFCMS/article/viewFile/23330/pdf Acesso em 14/05/2020
PIATTI. I. L. Olheiras: livre-se delas. Revista Estética com Ciência. Ed. 5, p. 10-11, 2016
SOUZA, D. M. et al. Hiperpigmentação periorbital .Surgical And Cosmetic Dermatology, v. 3, n. 3, p. 233-239, 2011. Disponível em http://www.surgicalcosmetic.org.br/detalhe-artigo/158/Hiperpigmentacao-periorbital Acesso em 14/05/2020