MELATONINA PARA MELHORAR A QUALIDADE DO SONO | Manipura Farmácia de Manipulação

MELATONINA PARA MELHORAR A QUALIDADE DO SONO | Manipura Farmácia de Manipulação

Baixa qualidade do sono?

Se você é daquelas pessoas que não consegue dormir direito de noite, e durante o dia, passa cansado, pode ser que esteja com uma desordem do sono. Uma alternativa que chegou recentemente para as farmácias de manipulação do Brasil é a melatonina, que é um hormônio produzido na glândula pineal, a partir do aminoácido triptofano. Principalmente secretada durante os momentos de escuridão, pode afetar o padrão de sono, proporcionando uma melhora nos casos de desordens primarias do sono.
Por causa da sua influencia no ritmo circadiano, a melatonina tem sido usada para aliviar as mudanças de fuso-horário e outros distúrbios decorrentes de atraso de sono. Doses de 2 mg por via oral antes de dormir tem sido usadas ​​para melhora da insônia. Melatonina também tem sido estudada para vários transtornos depressivos pelo seu efeito antioxidante. Os resultados de estudos em animais indicam que a melatonina aumenta a concentração de ácido aminobutírico e serotonina no cérebro médio e no hipotálamo e também aumenta a atividade de piridoxalquinase, uma enzima envolvida na síntese de ácido aminobutírico, dopamina e serotonina. Ela também está envolvida na inibição do desenvolvimento das gônadas e no controle do ciclo estral.
 

DESORDENS PRIMÁRIAS DO SONO

Desordens primárias do sono são aqueles transtornos que não estão associados com patologias, uso de substâncias estimulantes ou distúrbio psicológico. Para ser diagnosticado com um distúrbio do sono primário, a perturbação deve causar sofrimento ou prejuízo significativo no funcionamento social, ocupacional, ou outras áreas de funcionamento.
Estudos mostram que 9% dos americanos relatam ter insônia, e até 40 % relatam ter problemas em adormecer ou excessiva sonolência diurna. Geralmente estão associadas com perturbações psiquiátricas, neurológicas e doenças cardiovasculares. Uma meta-analise de 2013 revisou estudos que utilizaram entre 1 a 5mg de melatonina em adultos e crianças avaliando tempo de sono, qualidade de sono e tempo para dormir e todos demonstraram melhora significativa nesses parâmetros.
 

ANTIOXIDANTE

Mais recentemente a melatonina e os seus derivados foram considerados potentes scavengers de radicais livres e antioxidantes de amplo espectro. A melatonina exerce seu efeito livremente de eliminação de radicais através de processos que não envolvem receptores, enquanto que a estimulação de enzimas antioxidantes envolve receptores. Nos mamíferos ela ativa pelo menos dois receptores de elevada afinidade acoplado à proteína G, o MT1 e MT2, que regulam vários processos celulares e fisiológicos, incluindo gatilho neuronal, vasoconstrição, proliferação celular, respostas imunes e funções reprodutivas e metabólicas.  Estudos demonstram que as concentrações farmacológicas de melatonina exibem ações antioxidantes in vivo e seu efeito benéfico e valor terapêutico parece promissor para a saúde, envelhecimento, e várias doenças, incluindo câncer, isquemia, reperfusão de lesões e doenças neurodegenerativas.

COMO UTILIZAR A MELATONINA?

As doses usuais da melatonina estão entre 2 a 10mg, devendo-se tomar 30 minutos a uma hora antes de dormir, ir para o quarto e ficar completamente no escuro e em silêncio, para que o efeito dela seja percebido.
 

Importante ressaltar que este medicamento é considerado hormônio e venda deve ser feita somente sob prescrição médica.

 
melatonina-sono2
 
Dúvidas? Entre em contato com a Manipura Farmácia.
 
Dr. Dimas Souza
Farmacêutico Magistral
CRF-RS: 7435
 
 
 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ARENDT, J. Importance and Relevance of Melatonin to Human Biological Rhythms. J. Neuroendocrinol. 15, 427–431, 2003.
BORJIGIN, J., ZHANG, L. S., CALINESCU, A. A. Circadian Regulation of Pineal Gland Rhythmicity. Mol. Cell. Endocrinol. 349, 13–19, 2012.
BRZEZINSKI, A., et. al. Effects of Exogenous Melatonin on Sleep: a meta-analysis. Sleep Med. Rev. 9, 41–50, 2005.
FERRACIOLI-ODA, E. Meta-Analysis: Melatonin for the Treatment of Primary Sleep Disorders. PLoS ONE 8(5):e63773.oi:10.1371/journal.pone. 0063773.
FISHER, S.P.; FOSTER, R.G.; PEIRSON, S.N. The Circadian Control of Sleep. Handbook Exp. Pharmacol. 217, 157–183, 2013.
GANDHI, A. V. et. al. Melatonin Is Required for the Circadian Regulation of Sleep. Neuron 85, 1193–1199, March 18, 2015.
HONG-MEI, Z.; YIQIANG, Z. Melatonin: a well-documented antioxidant with conditional pro-oxidant actions. J. Pineal Res. 57:131–146. Doi 0.1111 /jpi.12162, 2014.
RODRIGUEZ, C. et. al. Effect of Melatonin on Androgen Receptor and Catalase mRNA. Eur. J. Anat. 3 (3): 127-135, 1999.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.