MANCHAS NA PELE: Conheça mais sobre elas | Manipura Farmácia de Manipulação

MANCHAS NA PELE: Conheça mais sobre elas | Manipura Farmácia de Manipulação

As manchas na pele podem ter diferentes origens, porém essa característica geralmente incomoda, por ser fator antiestético, que deixa a pele com aspecto cansado. A boa notícia é que também existem diversas formas de reduzir esse problema!
Saiba tudo sobre as manchas na pele, a seguir:
 

SISTEMA DE PIGMENTAÇÃO

 
O Sistema de Pigmentação do homem é extremamente complexo e explica a alta diversidade na coloração da pele humana. As células responsáveis por isso são os MELANÓCITOS, que representam cerca de 13% das células da epiderme. São extremamente numerosas em áreas expostas aos raios solares, como a testa e as bochechas.
O tipo de pele não depende da quantidade dos melanócitos, mas sim do tipo de melanina que o corpo produz, e sua localização na epiderme.
 

SÍNTESE DE MELANINA

 
Existem dois tipos de melanina que podem ser produzidas pelo corpo: a Eumelanina e a Feomelanina. A Eumelanina é um pigmento negro ou marrom, que contém Cobre, Zinco e Enxofre e é encontrado em indivíduos negros, ou com fototipos mais altos. Já a Feomelanina é tipicamente amarela, vermelha a marrom e é encontrada em pessoas ruivas e loiras, ou fototipos mais baixos.
Todos possuem os dois pigmentos, porém a diferença de proporção cria diferentes tons de pele e cabelo.
Apesar de serem diferentes, tanto a eumelanina quanto a feomelanina tem as mesmas etapas de origem biosintética, dentro dos melanócitos. A partir da L-Tirosina, um aminoácido que após ser oxidado forma a L-Dopa e em seguida a L-Dopaquinona. Esta última que vai separar as vias metabólicas para produção das melaninas.
 

DESORDENS NA PIGMENTAÇÃO

 
Os principais fatores que influenciam na coloração da pele são a origem da melanina, localização dela (derme ou epiderme) e vascularização da pele. As anormalidades na pigmentação estão associadas com quantidade dos melanócitos.
Sardas: Zonas de eumelanina com traços de feomelanina.
Cloasma ou Melasma: Hiperpigmentação intensa e irregular localizada no rosto. É a hipersecreção de melaninas por fatores hormonais e aumentadas pela ação do Sol.
Lentigo: É uma mancha maior que a sarda, geralmente ocorre após queimaduras.
Lentigo Senil: Normalmente aparece nas costas das mãos de pessoas mais velhas, desencadeada pela ação do Sol.
Nevos: Acumulo de melanócitos na epiderme e derme,
Desde 1950 se busca um substituto para a Hidroquinona menos tóxico, como é o caso da Cysteamine.
 

CAUSAS DO MELASMA

 
O envelhecimento por si só, pode fazer com que o indivíduo seja mais vulnerável a muitas manchas localizadas, isso porque o organismo vai perdendo a capacidade de depurar as células defeituosas.
Picadas de insetos, queimaduras leves e arranhões também podem deixar a pele manchada. Na acne é comum a queixa que a mancha permanece por vários meses, mesmo depois da acne ser resolvida.
Durante a gravidez a progesterona e o estrógeno, principais hormônios femininos, encontram-se em níveis elevados. A pele fica mais bonita e hidratada, porém a derme fica mais fragilizada pois sofre aumento da vascularização. Manchas são reclamações recorrentes, e o Cloasma são as manchas originadas nesse período.
 
 

TRATAMENTOS PARA MANCHAS NA PELE

 
As chances do sucesso dependem basicamente do início imediato do tratamento, logo após a descoberta do problema.

Ácido Azelaico

Atua na tirosinase, diminuindo a síntese da melanina. Para crianças e gestantes é desaconselhável e se utiliza de 5 – 20%.

Ácido Fítico

É o hexafosfato de inositol, tem ação inibidora sobre a tirosinase, apresentando ação despigmentante. Tem também ação anti-inflamatória, antioxidante, hidratante e agente quelante. O ácido Fítico acelera o transporte de oxigênio, facilitando o metabolismo celular. Uso entre 0,5 – 2,0%

Ácido Kójico

Obtido da fermentação do arroz, este produto é utilizado no tratamento e prevenção de manchas. Por inativar o cobre, inibe a tirosinase e a síntese de melanina. Utilizado na concentração de 1 – 5%.

Ácido Retinóico

Também chamado de tretinoína, é um retinóide de prescrição médica, que atua aumentando a síntese do colágeno. É utilizada para tratamento de lentigo, acne, hipercromias e é contra-indicado na gravidez. Uso de 0,25 a 8%.

Ácido Tranexâmico

Diminui a atividade da tirosinase, sendo eficaz no tratamento do melasma. Utilizado em concentrações de 0,4 a 3,0%.

Alfa Beta Peel

É uma mistura do ácido mandélico (alfa hidróxi-ácido) e ácido salicílico (beta-hidróxi-acido), com glucosaminoglicanas de veículo. Vão atuar no estrato córneo, promovendo uma esfoliação e afinando a textura da pele, com isso eliminando a melanina que se acumula nesta camada. Aumenta a hidratação, promove o colágeno e fibras elásticas. Também utilizada na Acne inflamatória e utiliza-se concentração de 10%.

Alfa Mix

Os alfa-hidroxiácidos são um grupo de substâncias naturais encontradas em frutas e em outros alimentos. Aplicados na pele, eles possuem mecanismos em vários processos biológicos básicos que ocorrem neste órgão, incluindo a promoção da renovação celular.
Composto por ácido lático, ácido glicólico, ácido málico, ácido tartárico e ácido cítrico enriquecidos por agentes hidratantes como ureia e oligossacarídeos, Alfamix favorece a esfoliação ao mesmo tempo em que melhora a hidratação da pele. Concentração de 2% (uso diário) até 30% (cabine).

Alfa Arbutin

Esse inibidor da tirosinase, promove o clareamento da pele minimizando manchas senis, e pode ser utilizado em todos os fototipos. utilizado em concentrações de 0,2 até 5%.

Belides

É um extrato padronizado de Margarida (Bellis perennis) e atua em diversas etapas da melanogênese (antes, durante e depois). É utilziado em concentrações de 1 a 5%.

Cysteamine

A Cysteamineé uma molécula inovadora, produto do metabolismo da L-cisteína no corpo humano. Possui ação contra a hiperpigmentação da pele e demonstrou não atuar através da melanotoxicidade, mas pela inibição da síntese da melanina. É um inibidor da tirosinase e peroxidase, as duas principais enzimas envolvidas na biosíntese da melanina.
Funciona através da quelação de íons ferro e cobre, além de aumentar a síntese de glutationa intracelular. Concentração de uso 5%.

Hexilresorcinol

O 4-HR tem sido clinicamente provado ser quatro vezes mais eficiente do que a hidroquinona, pois possui potente atividade clareadora realizada através de diferentes mecanismos de ação. Este resultado associado à atividade antiglicante e efeitos estimulantes sobre glutationa e enzimas de defesa antioxidantes. Concentrações de uso entre 0,2 – 1%.

Hidroquinona

É o despigmentante mais tradicional, possui muitos efeitos colaterais, como citotoxicidade, despigmentação em confete, dermatite de contato e fotossensibilização. Exclusivo para prescrição médica e por causa de seus problemas tem estado em desuso. toda a pesquisa e desenvolvimento de ativos clareadores tem focado em substituir seu uso. Concentração de 0,5 a 2%.

Melawhite

Inibidor da tirosinase, minimiza a formação de melanina, sardas e manchas senis.Pode ser usado na gestação. Utilizado em concentrações de 2,0 a 5,0%
Metimazol

Metimazol (MMI), um agente antitireoidiano que quando usado topicamente, possui potente ação inibidora da produção de melanina proporcionando excelente despigmentação cutânea. É usado em caso de Melasma Resistente, e sua concentração de uso vai até 5%.

Sepiwhite

Agente despigmentante com eficácia similar à hidroquinona, age inibindo o hormônio estimulante do melanócito (MSH) e dessa forma inibe todas as etapas que levam a ativação da tirosinase e formação de malanina. Concentração de uso 2%.

Skin Whitening Complex

É um extrato biofermentado de Uva ursi, Grapefruit e Arroz, tem efeito esfoliante, clareador e suavizante, além de ser não irritante para a pele. Utilizado em concentrações de 2 a 5%.

Vitamina C

Através de seu efeito antioxidante, é capaz de inibir a produção de melanina e estimular a produção de colágeno. Concentração de 1 a 20%.

Whitessence

Um derivado da Jaca (Artocarpus heterophyllus), cujas sementes possiem proteínas qie inibem a fagocitose dos melanossomas pelos queratinócitos, assim diminuindo a melanina na epiderme.Concentrações de 1 a 3%.

Wonderlight

Extrato de Lúpulo (Humulus lupulus) e ficou conhecido como Peeling de Cerveja. Atua inibindo a dendritogênese, diminuindo o espalhamento e aprofundamento da melanina, com isso clareando a pele. Usado para sardas, manchas senis e prevenção de hiperpigmentação pós-inflamatória. Sua concentração de uso é de 1 a 5%.

 

CUIDADOS NO TRATAMENTO

É muito importante seguir criteriosamente o tratamento e evitar exposição ao Sol, pois ao menor contato com radiação UVAB pode desencadear novamente a produção de melanina e a mancha na pele. Toda a medida que evite a exposição solar da região acometida deve ser estimulada.

Protetor Solar

Utilizar um protetor solar de acordo com seu fototipo, reaplicando a cada 2h. Uma excelente dica é usar um Protetor Solar FPS 50 que já vem com clareador.

Roupas 

As pessoas com melasma devem também utilizar roupas, chapéus, bonés, óculos escuros, sombrinhas e guarda-sóis.

Suplementos

Existem alguns suplementos disponíveis que vão atuar como antioxidantes e auxiliar no clareamento, como  o Oli-Ola, Pomegranate, Vitamina C e Polypodium leutocotomos.
 

PRODUTOS DISPONÍVEIS

Quer tratar sua mancha de pele? Veja aqui alguns produtos que a Manipura Farmácia disponibiliza:
CÁPSULAS OLI-OLÀ 300MG, VITAMINA C 200MG
CREME CLAREADOR DIURNO
CREME CLAREADOR NOTURNO
CREME CYSTEAMINE 5%
PROTETOR SOLAR FPS 30 OIL FREE
PROTETOR SOLAR SUN D FPS 6
PROTETOR SOLAR SUN D FPS 15

PROTETOR SOLAR SUN D FPS 30

PROTETOR SOLAR VEGANO FPS 30

SABONETE LÍQUIDO CLAREADOR
SERUM VITAMINA C 20%
ESTABILIZE C – VITAMINA C 100% ESTÁVEL 
 
 

REFERÊNCIAS

SOUZA, V. M. Ativos Dermatológicos: Dermocosméticos e Nutracêuticos:9 volumes. São Paulo, Daniel Antunes Júnior, 2016.
SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia.