DESORDENS SEXUAIS MASCULINAS | Manipura Farmácia de Manipulação

DESORDENS SEXUAIS MASCULINAS | Manipura Farmácia de Manipulação

A Disfunção Erétil (DE) é a incapacidade recorrente de obter e manter uma ereção que permita atividade sexual satisfatória, sendo a disfunção sexual que mais afeta os homens com o envelhecimento. Apesar de não ser letal, a DE compromete o bem-estar e a qualidade de vida, bem como pode indicar a existência de doenças subjacentes, sobretudo aquelas relacionadas ao sistema cardiovascular.
Já a Ejaculação Precoce (EP) é caracterizada normalmente pela inabilidade para retardar a ejaculação, ocorrendo antes ou logo após o início do intercurso, subsequentemente associada com sentimentos de estresse, frustração e/ou falta de intimidade sexual.
A patofisioligia da DE e EP está ligada a hipertensão, hiperlipidemia, diabetes mellitus, tabagismo e fatores emocionais e psicológicos. Eles devem ser tratados pelo paciente para que possam diminuir a incidência destas doenças.
Diversas formas de tratamento farmacológico vem sendo desenvolvidas ao longo dos últimos anos, e alguns foram difundidos pela rápida eficácia e melhora evidente do desempenho sexual. A farmácia de manipulação por sua vez tem a possibilidade de fornecer medicamentos com doses personalizadas de acordo com a necessidade do paciente e oferecer formas farmacêuticas alternativas para proporcionar a melhor adesão ao tratamento.
Alguns dos tratamentos medicamentosos que são manipulados foram listados aqui.

Sildenafil

O Sildenafil foi o primeiro medicamento desenvolvido para tratar a disfunção erétil, e com a sua disponibilidade no mercado, o sucesso foi imediato. Com o nome comercial Viagra® este medicamento foi tema até de filmes de cinema, tamanho foi o impacto social da sua aparição.
É o protótipo da classe dos inibidores da fosfodieterase tipo 5 que vão agir diretamente nas células dos corpos cavernosos do pênis, promovendo um relaxamento da musculatura lisa e o aumento do fluxo de sangue para o local, assim estimulando a ereção.

Tadalafil

Medicamento da mesma classe do Sildenafil, porém com diversas vantagens sobre o protótipo. Primeiro lançado como Cialis®, a dose de uso é bem menor comparado ao sildenafil, e tem efeito bem mais prolongado, chegando até 36 horas, e o anterior até 6h, com ereção continua.
Uma forma farmacêutica alternativa desenvolvida pelo deparamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Manipura é o Spray Sublingual. Tem a conveniência de inicio de efeito muito mais rápido e intenso, consiste em colocar alguns jatos sob a língua e deixar a absorção local através da mucosa oral. Desta forma possui uma absorção entre 3 a 10 vezes maior, comparado à absorção oral. Apresenta efeito em apenas 1 ou 2 minutos.

Dapoxetina

Já no tratamento da Ejaculação Precoce, um medicamento que teve resultado positivo foi a Dapoxetina. O medicamento de referência é o Priligy®, é um inibidor seletivo da reabsorção de serotonina que demonstrou eficiência em milhares de pacientes do sexo masculino com problema de ejaculação precoce. Ele aumenta os níveis de serotonina no cérebro reforçando o controle do paciente sobre a ejaculação e ter outros efeitos benéficos sobre a vida sexual. Ingerida por via oral, é importante salientar que este medicamento é controlado pela portaria 344 e só pode ser adquirido mediante a prescrição médica.

Fitoterápicos

Algumas alternativas para as disfunções sexuais são os fitoterápicos e suplementos nutricionais. Alguns já são famosos pela medicina popular e outros nem tanto conhecidos, porém com eficácia bem evidenciada. A impotência sexual também está relacionada com o déficit dos níveis de testosterona sanguineos, então ativos que vão estimular a produção de testosterona são interessantes de serem utilizados nesses casos.
A Mucuna pruriens (L.) D.C. é uma das maiores fontes naturais de um aminoácido chamado L-Dopa (Levodopa), um precursor essencial para o neurotransmissor dopamina.  L-Dopa é metabolizada em dopamina tanto pelo coração quanto pelo cérebro e seu uso pode ser muito útil para todos os indivíduos com problemas nervosos e transtornos de ansiedade e de humor que podem levar a doenças neurodegenerativas graves ou à redução da capacidade cognitiva. Seu poder estimulante aumenta a função sexual e a libido, aumenta os níveis de contagem de esperma e testosterona masculinos, além de regular os ciclos de ovulação nas mulheres.
Tribulus terrestris L. possui uma saponina  que aumenta os níveis de testosterona e aumenta os níveis do hormônio luteinizante (LH). Estudos comprovam que quando administrado em homens saudáveis de 28 a 45 anos, em 3 doses de 250mg ao dia ocorre um aumento de 41% dos níveis de testosterona no decorrer de 5 dias. Além da elevação da testosterona, há um aumento da libido, frequência e força das ereções e recuperação da atividade sexual. Reduz os níveis de colesterol e melhora o humor. Em mulheres, diminui os sintomas da frigidez sexual, aumenta a libido e reduz os sintomas da menopausa.
A Maca Lepidium peruvianum G. Chacón é usada tradicionalmente como afrodisíaco, energético, atuando no tratamento da anemia, na fertilidade, na impotência sexual, na perda da memória, nos problemas de menstruação, na tuberculose e na menopausa, além da síndrome da fadiga crônica. Estudos evidenciam que ela tem propriedades fertilizantes.
Ajuga turkestanica L. é uma planta rica em Turkesterona, que é um ecdisóide muito semelhante a testosterona, que já são utilizados para estimulo do crescimento muscular em atletas que visam a hipertrofia em competições de Bodybuilding. Já o Black Nocaute vem da planta Fadogia agrestis Schweinf. ex Hiern, vai estimular a produção de testosterona. Diferentemente da maioria dos outros afrodisíacos, Black Nocaute tem um impacto sobre a latência ejaculatória e colabora na prolongação do desempenho sexual. Seus principais componentes são: 2,6-dimetil-2 (E), 6 (Z) -octadieno-1,8-diol e formas glicosídicas desta.
Zinco é um mineral essencial para a produção da testosterona, uma vez que em um estudo, verificou-se que ele provocou aumento acentuado nos níveis de testosterona após 6 semanas, em homens com níveis baixos deste hormônio, e outra pesquisa mostrou que a restrição do zinco levou a diminuição significativa nos níveis de testosterona.
A L-Arginina é um aminoácido muito conhecido como estimulante da produção da testosterona além do óxido nítrico, que é um vasodilatador, tornando os  vasos sanguíneos mais amplos e permitindo um fluxo maior de sangue.
O efeito destes produtos podem variar de acordo com as características individuais de cada pessoa.
Caso você tenha alguma dúvida, entre em contato com nosso farmacêutico. Não use nenhum medicamento sem acompanhamento médico.
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.